Esse blog é uma homenagem às minhas avós, às avós do meu filho e a todas as mulheres que tem a doce experiência de serem avós. Acredito que no âmbito familiar poucas coisas são tão saudáveis quanto o estar na casa da vovó, desfutar de sua companhia, de seus quitutes e fazer descobertas diárias sobre o mistério que envolve a distãncia entre as coisas do tempo da vovó e a nossa vida cotidiana, principalmente quando somos crianças.

Seguidores

terça-feira, 12 de abril de 2011

Quem quer subir no pé de tangerina?


es.gov.br

Renatinha gritava feito uma louca. Estávamos todos no quintal. Cada um na sua sombra preferida. Eu lia prazeirosamente José Lins do Rego, o seu  famoso Menino de engenho, que Alice de Tia Mariquinhas me emprestou até sábado.
Saímos todos correndo em direção ao pomar de tangerinas. É de lá que os gritos saiam. Será uma cobra? Um cachorro desconhecido? Um doido que invadiu o quintal?
De repente surge Renatinha, toda nervosa e com a mão esquerda respingando sangue. Nos aproximamos e confesso que cheguei a me arrepiar de pavor. Em sua mão havia cravado um espinho. Espinho de laranjeira? Não. Era de tangerina mesmo! Ah! Aquela gulosa tentou passar todo mundo pra trás e acabou se estrepando ...
Acontece que as primeiras tangerinas maduras surgiram num galho bem alto de um pé que fica  no fundo do pomar. Havíamos combinado de pegar a vara de bambu que Zefa usa para cutucar as frutas e enquanto um sacudiria o galho, os outros cuidariam de pegar as tangerinas sem deixá-las se esborrachar no chão.
Mas Renatinha, que deveria se chamar Magali, pois é tão gulosa quanto essa personagem infantil, resolveu pegá-las para chupar sozinha e se deu muito mal ...
Não me importo se ela está sofrendo dores, às vezes é necessário um bom susto para se aprender a não ser tão egoísta. Afinal, quem quer subir num pé de tangerina, há de saber que vai encontrar belos espinhos!

5 comentários:

AnaCristina disse...

kakakakaka

Tina disse...

Oiêêê!!!
Estava com tantas saudades da vovó e de sua casa!!!!
Que bom que hoje deu para eu vir...obaaa! tem tangerinas?
Tadinha da Renatinha...quem tudo quer tudo perde né?
beijinhos
Tina (MEU CANTINHO NA ROÇA)

msgteresa disse...

Oi,Anabela!
Também estava com saudades da "Casa da Vovó"! Devo ter perdido muitas estórias interessantes,né? Mas com certeza, vou colocar as minhas visitas em dia...
E essa estória da Renatinha,hein? Fiquei rindo sozinha por aqui, pois tenho uma prima que também se chama Renata, e que por sinal também sempre foi gulosa e levada! (Rs...) Ela com certeza iria também se espetar com o espinho dessas tangerinas! (Rs...) E me lembrei ainda do meu irmão mais novo,que quando éramos crianças, subiu no alto da goiabeira, doidinho pra pegar umas lindas goiabas,e acabou caindo e quebrando o braço! E como as crianças enxergam sempre o "melhor" das oportunidades, no final ele ficou achando bom,pois não podia ficar escrevendo os trabalhos da escola...(Rs...)
Beijinhos aqui dos cariocas pra você e a vovó!
Teresa
("Se essa lua fosse minha")

Janete Xavier disse...

Alem de história a beleza da imagem do pé de tangerina,doce lembrança.Feliz Páscoa ,bjs

heloisa de mesquita inoue disse...

Vovó, cadê você? Tem andado sumida! Tô com saudades! beijos!