Esse blog é uma homenagem às minhas avós, às avós do meu filho e a todas as mulheres que tem a doce experiência de serem avós. Acredito que no âmbito familiar poucas coisas são tão saudáveis quanto o estar na casa da vovó, desfutar de sua companhia, de seus quitutes e fazer descobertas diárias sobre o mistério que envolve a distãncia entre as coisas do tempo da vovó e a nossa vida cotidiana, principalmente quando somos crianças.

Seguidores

terça-feira, 22 de março de 2011

Quem liga se ela desaparecer?

Sabemos que o homem sempre se estabeleceu em locais próximos aos rios e mares, para garantir seu sustento através da agricultura. A história do Egito é uma excelente demonstração desse fato, quando os homens, às margens do rio Nilo, organizaram um próspero aglomerado humano.
Com o passar do tempo, a humanidade evoluiu, mas água passou a ser tratada com desrespeito, sendo poluída e desperdiçada.
Aqui na casa da vovó, temos algumas nascentes no quintal. Desde pequenos, somos orientados a não poluir o curso d'água e a ajudar na preservação da vegetação que margeia seu leito. É um córrego pequeno, mas é dele que tiramos a água usada na horta, para matar a sede dos animais, para lavar nossas roupas, para limpar a casa, tomarmos banho e muitas outras coisas.
Quando faz muito calor, podemos nos refrescar no poço fundo, que fica bem na divisa entre o quintal e o pasto. É uma delícia!!!
Hoje, depois da aula, fui lá na loja do Ruizinho. É um comércio cheio de coisas variadas. Vi um jornal dependurado logo na entrada. Parei para ler as notícias e, na primeira página havia uma enorme foto do rio São Francisco,com os seguintes dizeres: Dia Mundial da água. Li o texto sobre a matéria. Descobri que hoje, 22 de março, é o Dia Mundial da água! Pouca gente se deu conta disso. Nem a minha professora comentou sobre o assunto. Se não fosse o jornal que Ruizinho dependurou na parede da loja, eu não ficaria sabendo disso... Pobre água! Quem liga se ela desaparecer???

5 comentários:

chica disse...

Ela que faz tanta falta, é tão descuidada pelas pessoas! beijos,chica

Tina disse...

Pois é...só vão sentir falta quando ela acabar...nem percebem que a água é a nossa vida...
bjs
Tina (MEU CANTINHO NA ROÇA)

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

" Pbre água..." dizes bem, Anabela! Pouco respeito lhe temos e é por isso que ela de vez em quando se enfurece e arrasta tudo o que apanha pela frente; é muito triste quando isso acontece, mas são avisos que há muito ela nos vem fazendo e nós continuamos a ignorá-los. Quando se fala na água lembro sempre daquela canção linda de Guilherme Arantes, lançada há talvez uns 25 anos; eram ainda os discos de vinil, mas já aí os avisos e as chamadas de atenção eram muitos. A música é Terra, Planeta água. Linda! De certeza que conheces. Um beijinho e aproveita bem essa fonte na casa da vóvó antes que ela desapareça.
Emília

Alice Meire disse...

Obrigada pela visitinha.
Muito bem lembrado!
A imagem me deu uma saudade da casa da vovó...também tínhamos que buscar água na bica pra tomar banho,cozinhar...
beijos
alice meire

msgteresa disse...

Oi,Anabela!
É realmente para refletir...A água faz parte do nosso corpo e de todos os seres vivos...Não há vida sem ela! E o descaso com a água deveria ser algo inaceitável,já que vem dela a nossa sobrevivência. Mas o desperdício e a poluição das águas do nosso planeta revelam uma realidade tão absurda e cruel! Quando é que os seres humanos irão entender que devemos ter um cuidado precioso com as fontes de água? E é como você disse tão bem...às vezes nem nas escolas se lembram da importância da água! Será que algum dia nos lembraremos, que todo o dia é "dia da água"?
Beijo pra vovó e pra você!!!
Teresa
("Se essa lua fosse minha")