Esse blog é uma homenagem às minhas avós, às avós do meu filho e a todas as mulheres que tem a doce experiência de serem avós. Acredito que no âmbito familiar poucas coisas são tão saudáveis quanto o estar na casa da vovó, desfutar de sua companhia, de seus quitutes e fazer descobertas diárias sobre o mistério que envolve a distãncia entre as coisas do tempo da vovó e a nossa vida cotidiana, principalmente quando somos crianças.

Seguidores

sábado, 15 de janeiro de 2011

Maria Touca


Hoje Maria Touca veio visitar a vovó logo cedo. Ela mora  na Serra do Bené e vem a pé até o sítio. É muito longe e ela que caminha sempre rápido nem liga se as pernas ficam doloridas. Daqui vai passar em outras casas da redondeza só para tentar vender seus crochês.
Seu nome de batismo é Maria da Conceição, mas todos a conhecem por Maria Touca. O apelido é pelo costume de andar sempre com uma touca cobrindo os  cabelos e as orelhas. Diz que é para não pegar friagem nos ouvidos.
Durante a semana ela tece muitos galinhos bicos de bule e borda panos de prateleira, coisas que sai por aí vendendo e ganhando um dinheirinho para viver. É sozinha na vida. Vovó gosta muito dela e quando ela vem sempre lhe dá algumas coisas para levar. Em retribuição ela sempre trás um presentinho. Desta vez, trouxe um galinho bico de bule muito bonitinho. Já havia dado outros para vovó, mas Zefa sempre se esquece de tirá-los do bule antes de esquentar o café e, quando o fogo está alto acaba queimando o coitadinho.
Desta vez vovó comprou uns panos para forrar a prateleira da cozinha. Eles são  feitos de saco alvejado e decorados com renda de crochê. São muitos simples, mas aqui não se passa sem eles.
Maria Touca contou também as novidades lá da vila. Disse que vai haver leilão na praça da igreja durante a novena de São Sebastião; contou que a mulher do dono da farmácia cortou o cabelo feito homem e que está todo mundo abismado de ver a sua coragem; ainda disse  que os rapazes do time de fora tiveram a coragem de fazer uma galinhada para vender lá no campo, com cinco galinhas que roubaram de dona Mariquinha do Sô Carmelo. É mesmo uma fofoqueira! E eu ouvi tudo isso sem querer, fiquei no quarto da sala enquanto vovó conversava, eu e as outras crianças, brincando, pois vovó não gosta que criança escute conversa de gente grande ... 

3 comentários:

Tina disse...

Estou amando tudo isso!!!!!
Fala pra Maria Touca passar por aqui, tem um tanto de encomendas pra ela...

beijinho
Tina (MEU CANTINHO NA ROÇA)

Suzete Retti disse...

Que delicia de blog e de posts. Virei sempre te visitar.Bjos.

Maria Luiza disse...

Ana,

A Maria Touca passou aqui tbm!!!!
Tenho 2 bicos de crochê para meu bule de café!!!
Ela fez um pretinho e um alaranjado, sob encomenda!!!

bjs